Comissão de Bolsas

A instauração da Comissão de Bolsas do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes atende o Art. 3 º., item IV da  PORTARIA CAPES Nº. 76, de 14 de abril de 2010. – Será constituída Comissão de Bolsas no PPG-ET, com três membros, no mínimo, composta pelo Coordenador do Programa, por um representante do corpo docente e outro do corpo discente, e mais um suplente para cada um dos dois representantes, sendo os dois últimos escolhidos por seus pares, respeitados os seguintes requisitos:

  1. O representante docente deverá fazer parte do quadro permanente de professores do Programa;
  2. O representante discente deverá estar integrado às atividades do Programa, como aluno regular, há pelo menos um ano;
  3. O mandato do presidente da Comissão é enquanto o mesmo for coordenador do PPGA; o mandato do membro titular docente é de 2 (dois) anos, permitida uma recondução consecutiva ; e o mandato do representante titular discente é de 1 (um) ano, não permitida a recondução.

Os membros integrantes da Comissão de Bolsas  foram indicados na 87ª. Reunião da Comissão Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes (CCP-ET), realizada em 27/09/17 e está constituída pelos seguintes professores credenciados e representante discente:

Prof. Associado Adalberto Leandro Faxina
Profa. Associada Ana Paula Camargo Larocca (Coordenadora)
Prof. Doutor André Luiz Barbosa Nunes da Cunha
Profa. Associada Cira Souza Pitombo
Prof. Doutor Irineu da Silva
Suplentes:
Profa. Doutora Ana Paula Furlan
Prof. Dr. Glauco Tulio Pessa Fabbri
Representante discente: Claudia Cristina Baptista Ramos Naizer

De acordo com o Art. º. 5 dessa portaria, são atribuições da Comissão de Bolsas do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes:

I – observar as normas do Programa e zelar pelo seu cumprimento;
II – examinar a luz dos critérios estabelecidos as solicitações dos candidatos a bolsa;
III – selecionar os candidatos às bolsas do Programa mediante critérios que priorizem o mérito acadêmico, comunicando à Pró-Reitoria ou à Unidade equivalente os critérios adotados e os dados individuais dos alunos selecionados;
IV – manter um sistema de acompanhamento do desempenho acadêmico dos bolsistas e do cumprimento das diferentes fases previstas no Programa de estudos, apto a fornecer a qualquer momento um diagnóstico do estágio do desenvolvimento do trabalho dos bolsistas em relação à duração das bolsas, para verificação pela IES ou pela CAPES;
V – manter arquivo atualizado, com informações administrativas individuais dos bolsistas, permanentemente disponível para a CAPES.

As mesmas normas são observadas para o gerenciamento das bolsas CNPq e Pró-Reitoria da USP.

A Portaria CAPES nº. 76, de 14 de abril de 2010 está disponível no endereço: https://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/Portaria_076_RegulamentoDS.pdf