Comissão de Bolsas

A instauração da Comissão de Bolsas do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes atende o Art. 3 º., item IV da  PORTARIA CAPES Nº. 76, de 14 de abril de 2010. – Será constituída Comissão de Bolsas no PPG-ET, com três membros, no mínimo, composta pelo Coordenador do Programa, por um representante do corpo docente e outro do corpo discente, e mais um suplente para cada um dos dois representantes, sendo os dois últimos escolhidos por seus pares, respeitados os seguintes requisitos:

  1. O representante docente deverá fazer parte do quadro permanente de professores do Programa;
  2. O representante discente deverá estar integrado às atividades do Programa, como aluno regular, há pelo menos um ano;
  3. O mandato do presidente da Comissão é enquanto o mesmo for coordenador do PPGA; o mandato do membro titular docente é de 2 (dois) anos, permitida uma recondução consecutiva ; e o mandato do representante titular discente é de 1 (um) ano, não permitida a recondução.

Os membros integrantes da Comissão de Bolsas  foram indicados na 87ª. Reunião da Comissão Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes (CCP-ET), realizada em 27/09/17 e está constituída pelos seguintes professores credenciados e representante discente:

Prof. Associado Adalberto Leandro Faxina
Profa. Associada Ana Paula Camargo Larocca (Coordenadora)
Prof. Doutor André Luiz Barbosa Nunes da Cunha
Profa. Associada Cira Souza Pitombo
Prof. Doutor Irineu da Silva
Representante discente: Claudia Cristina Baptista Ramos Naizer

De acordo com o Art. º. 5 dessa portaria, são atribuições da Comissão de Bolsas do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes:

I – observar as normas do Programa e zelar pelo seu cumprimento;
II – examinar a luz dos critérios estabelecidos as solicitações dos candidatos a bolsa;
III – selecionar os candidatos às bolsas do Programa mediante critérios que priorizem o mérito acadêmico, comunicando à Pró-Reitoria ou à Unidade equivalente os critérios adotados e os dados individuais dos alunos selecionados;
IV – manter um sistema de acompanhamento do desempenho acadêmico dos bolsistas e do cumprimento das diferentes fases previstas no Programa de estudos, apto a fornecer a qualquer momento um diagnóstico do estágio do desenvolvimento do trabalho dos bolsistas em relação à duração das bolsas, para verificação pela IES ou pela CAPES;
V – manter arquivo atualizado, com informações administrativas individuais dos bolsistas, permanentemente disponível para a CAPES.

As mesmas normas são observadas para o gerenciamento das bolsas CNPq e Pró-Reitoria da USP.

A Portaria CAPES nº. 76, de 14 de abril de 2010 está disponível no endereço: https://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/Portaria_076_RegulamentoDS.pdf