História

Em 1956, tiveram início as atividades de ensino, pesquisa e prestação de serviços à comunidade do Departamento de Vias de Comunicação e Topografia (DVCT), que mais tarde passou-se a chamar Departamento de Transportes e Topografia (STT) e que, já na década de 90, passou a ser chamado de Departamento de Transportes (STT). Em 1956, a Escola de Engenharia tinha sido fundada há menos de 4 anos e as cátedras iniciais do Departamento foram três: Estradas, Topografia, e Técnica e Economia dos Transportes.

Durante algum tempo, o Departamento de Transportes esteve baseado no prédio originalmente destinado à Escola de Engenharia de São Carlos, na rua Episcopal 1289, o edifício Dante Alighieri, também chamado de Casa de Itália. Com o término da construção dos primeiros edifícios do campus de São Carlos da USP, o Departamento de Transportes foi transferido para um conjunto de salas no segundo andar do Bloco E1, à Av. Dr. Carlos Botelho 1465. Durante vários anos o Laboratório de Estradas ocupou uma das extremidades do vão livre do E1 (que hoje em dia voltou a ter a sua aparência original), sendo transferido, na década de 80, para o local onde hoje está localizada a livraria da EDUSP. Hoje, o Departamento de Engenharia de Transportes ocupa uma área de 1.700 m² de construção em modernas instalações, no setor norte do Campus da USP em São Carlos. Com a aprovação do Estatuto e do Regimento Geral da Universidade de São Paulo, respectivamente em dezembro de 1969 e março de 1972, a carreira docente passou a ser regulamentada e foram criadas condições adequadas para a evolução dos professores da USP na carreira docente e de pesquisa. Com isto, as contratações de docentes pesquisadores tiveram um renovado ímpeto, e o Departamento de Engenharia de Transportes começou a estruturar-se de forma mais parecida com a que existe hoje. O grupo original reorganizou-se em laboratórios e grupos de pesquisa que, desde então, vêm atuando de forma competente e inovadora nas diversas facetas da Engenharia de Transportes. Durante os mais de 60 anos do STT, o grupo manteve sua bem-sucedida característica de aliar o pioneirismo e a alta qualidade da pesquisa com a parceria com a sociedade, trazendo esta vivência de Engenharia para a sala de aula, tanto na graduação como na pós-graduação.